Últimas Notícias
Capa / Cobertura de Eventos / A Folia de Reis em Novos Alagados

A Folia de Reis em Novos Alagados

A Folia de Reis em Novos Alagados: festejando um acontecimento que mudou a história…

José Eduardo Ferreira Santos

Voltando da belíssima experiência de participar da Folia de Reis do Centro Educativo João Paulo II no Boiadeiro, 1o de Novembro e Conjunto Nova Primavera. A vida se renova. Que a nossa vida seja de paz. Que Deus proteja as crianças, jovens e famílias do Subúrbio Ferroviário de Salvador. Foi uma tarde de esperança na vida…

 GEDC8612

I

Aconteceu quarta-feira, em 17 de dezembro de 2014, a apresentação, pelas ruas de Novos Alagados, em Plataforma, da Folia de Reis organizada pelo Centro Educativo João Paulo II, localizado na Rua 1º de Novembro.

Com muitas roupas coloridas, palhaços, reis magos, personagens natalinos e cantando as tradições natalinas dessa manifestação popular das mais antigas existentes no Brasil, a Folia trouxe alegria, esperança, música e uma mensagem de paz para os moradores das localidades.

Com presença marcante na história de Novos Alagados, nos idos dos anos 1970, por conta das tradições culturais trazidas pelos primeiros moradores que vieram do Recôncavo e do interior da Bahia e posteriormente retomada pelos profissionais do Centro Educativo João Paulo II no início dos anos 2000, após o espaço ter sido assaltado, a Folia foi concebida como um agradecimento pelo dom da vida e pela paz nas comunidades.

Centenas de crianças, adultos e adolescentes acompanharam o cortejo que encheu de esperança aqueles que querem um mundo melhor.

Foi um momento belíssimo percorrer as ruas e ver os moradores abrindo as suas casas para receber a alegria da Folia de Reis em toda a sua dinâmica de apresentação, visita ao presépio, recebimento da esmola, agradecimento com a “barca” e o samba de roda, além dos versos imemoriais que compõem todo o auto natalino.

Para a sua realização todos os participantes estudaram a origem e história da Folia de Reis, aprenderam as canções, coreografias, diálogos; participaram de encontros de discussão e ensaiaram exaustivamente durante os últimos meses. Em um dos momentos de discussão durante o processo de elaboração fui um dos convidados e fiquei feliz e surpreso diante da curiosidade e preparo das crianças e adolescentes que me fizeram tantas perguntas e já conheciam de modo muito familiar toda a estrutura da Folia de Reis.

De fato, ver essa tradição se renovar é uma experiência de gratidão diante da vida.

Que cada criança e adolescente que participou ou viu a Folia de Reis passar desejo os melhores votos de esperança em uma vida melhor, sim porque a Folia de Reis é um acontecimento único, como o nascimento do Menino Jesus. É uma esperança de vida; de que cada vida tem valor, inclusive aquelas que nasceram em lugares em situação de pobreza, na periferia. E a vida é para que todas as pessoas possam realizá-la.

Como o mundo precisa da Beleza para enfrentar as adversidades o Centro Educativo João Paulo II cumpre uma tarefa histórica na educação de crianças e jovens do Subúrbio Ferroviário de Salvador e por isso cuidar da Folia de Reis é uma tarefa intransferível, que deve ser cultivada e difundida por este espaço educativo, pois ter a coragem de levar a Folia às famílias é mostrar que existem outras possibilidades de comunalidade e gratuidade diante da vida e que a educação é, neste sentido, a comunicação da vida e da beleza encontrada, indicando que  a tradição tem sempre uma novidade para comunicar: a beleza da vida, a certeza da vida.

Respeitando a diversidade de crenças a beleza desta Folia de Reis está no fato de agregar a universalidade do sentido do Natal sem suas prerrogativas comerciais, mas humanas e apontar que estamos irmanados em um evento histórico, não comercial, pois o Natal não é comércio, mas vida que se renova; famílias que se reencontram, votos de uma vida melhor…

Como tradição e cultura a Folia de Reis sempre se renova e mostra essas nuanças, e neste sentido foi uma experiência de maravilhamento ver crianças e adolescentes se apropriando de forma tão intensa de uma vida que se renova através da Folia de Reis.

Ver a continuidade daqueles que participaram quando crianças e adolescentes e hoje adultos voltam para acompanhar, orientar e participar é uma experiência de ver a sociabilidade acontecendo, tudo isso de forma gratuita e que mostra que a vida tem sentido sim e que precisa ser vivida com a intensidade necessária, com o protagonismo necessário.

A Folia de Reis realiza o “arco da promessa” de uma vida com dias melhores, apontando que a periferia também é o lugar da beleza, das elaborações artísticas e culturais.

Natal é tempo de esperança. Mas não acredito em esperança sem trabalho.

Assim como o nascimento do Menino Jesus mudou a História, que essa festa peregrina, eterna e atemporal mude a história da periferia de Salvador, e que Ele cuide de cada vida para que cada uma delas possa revelar a Sua Presença digna e realizável de um destino bom.

As fotos que seguem podem mostrar um pouco da  beleza de tudo o que vivemos nesta tarde.

Acervo da Laje, 17 de dezembro de 2014

Confira as fotos:

Deixe uma resposta

Comentarios

Sobre Ian Vitor

Ian Vitor
Desenvolvedor , WebDesigner e Fotografo do Platacity

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*